A diversidade cultural na decoração étnica

Ter um pouquinho de cada canto do mundo não é um privilégio dos mochileiros de plantão. Com a decoração étnica você pode transportar estilos de outras culturas para dentro do seu lar. O princípio do conceito é bastante simples: possuir alguns ícones, aqui e acolá, que lembrem a cultura ou o país que você deseja enfatizar – não é necessário transformar todo o ambiente em algo temático.

Esses ícones podem ser pequenos objetos, réplicas de esculturas, quadros de fotos, artigos artesanais ou estampas para almofadas e sofás. A escolha dos móveis e das cores dos cômodos influenciam nos ambientes étnicos, então cuidado para não utilizar cores destoantes ou texturas que não combinem com a proposta da cultura selecionada, você não vai querer criar uma salada étnica. Harmonização é o lema!

Tudo que definir um país ou uma determinada cultura participa do conceito étnico. Entre os povos mais escolhidos como referência, estão os africanos, os indianos, os orientais e os indígenas. Os materiais que normalmente estão associados à decoração étnica são: madeira, pedra, bambu, cerâmica e barro. Colecionar souvenirs das suas viagens também ajuda a compor um ambiente mais personalizado e cheio de histórias.

Você pode incorporar a decoração étnica a jardins, a quartos, a salas, a banheiros e até mesmo a lavabos. Esta é uma ótima maneira de  fazer com que as pessoas se desliguem da modernidade e do agito das grandes cidades, criando ambientes de refúgio e relaxamento. Confira as fotos de alguns cômodos decorados com estilos africanos, orientais e indianos:

.

Dicas para alinhar quadros à decoração

Os quadros são eficientes itens de decoração, além de demonstrarem as preferências e os gostos artísticos dos moradores da casa. Não há regras na hora de colocar as obras de arte nas paredes: você pode deixá-las bem juntas ou bem separadas, alinhadas ou desalinhadas, padronizadas ou misturadas. Lembre-se de que a disposição dos quadros influenciará, e muito, na harmonização e no estilo do ambiente.

Você pode fugir do convencional com obras praticamente grudadas umas às outras, como se revestissem as paredes – nesse caso, o ideal é que as paredes sejam espelhadas para dar ilusão de amplitude. A organização dos quadros também depende do tamanho das paredes. Por exemplo, em corredores mais estreitos, os quadros pequenos são mais indicados e devem sempre ser dispostos em conjunto.

A moldura, por sua vez, é uma importante aliada à decoração, já que os modelos, mais clássicos ou modernos, dão outra cara para o próprio quadro, destacando-o ou deixando-o harmonizado com tom da parede.

Por falar em cor, a tonalidade da parede pode influenciar muito no efeito desejado quando você colocar os quadros. Por exemplo, uma parede vermelha irá valorizar muito mais as peças do que se fossem dispostas em uma parede branca. É interessante pensar nas cores dos próprios quadros também. Separá-los por tons mais neutros ou vibrantes irá definir o estilo que você adotou para o cômodo.

O mais bacana dos quadros é que, muitas vezes, há diversas histórias atreladas a eles.  São memórias que trazem valores afetivos e subjetivos para os donos e, com toda a certeza, valem mais do que ter um acervo cheio de nomes reconhecidos. Confira alguns exemplos de ambientes decorados com quadros, desde os mais tradicionais até os mais inovadores:

Os aromas que decoram: criando ambientes agradáveis

Entrar em uma casa ou em um apartamento perfumado é uma experiência, na maioria das vezes, bastante agradável. É possível perceber os cuidados que os moradores têm com os cômodos e com o bem-estar das pessoas que visitam o local. Diversos odores estimulam as sensações de acolhimento, de relaxamento e de limpeza e são capazes de refrescar os ambientes. Entretanto, cada local tem tipos de aromas mais ou menos indicados, a fim de evitar que você crie recintos com fragrâncias enjoativas ou ruins.

Também chamada de decoração olfativa, é possível conferir maior força à decoração tradicional só com o acréscimo de essências. Os banheiros e os lavabos são locais que merecem uma atenção maior quanto às fragrâncias, principalmente por serem espaços com grande variação de odores. Os aromas cítricos são bastante recomendados, assim como os de hortelã, de ervas ou de eucalipto.

Na sala de jantar, o cravo e a canela são essências leves e que aguçam o apetite. Para escritórios ou home offices, odores de limão e de hortelã são indicados – especialistas dizem que eles aguçam a concentração. Já para os quartos, aromas de lavanda, de cardamomo e de jasmim são indicados, pois dão sensação de aconchego e proteção.

Você pode utilizar diversos difusores de aromas, como as varetas perfumadas ou os aromatizadores elétricos. Existem outras alternativas também, como arranjos de flores ou velas perfumadas, porém elas não exalam as fragrâncias com tanta intensidade. Além disso, é preciso levar em conta o tamanho do ambiente. Por exemplo, em um lavabo pequeno, velas perfumadas podem garantir um espaço agradável, já em banheiros amplos, é indicado utilizar difusores mais potentes.

Inspire-se nas decorações das casas de campo

Quem tem o prazer de visitar de vez em quando uma casa de campo ou de morar em uma delas sabe como é bom relaxar e recuperar as energias no sossego do interior. E não é porque estamos longe da cidade que o conforto ou o estilo devam ser deixados de lado. Muito pelo contrário, é importante que a decoração do local esteja à altura da beleza da natureza ao redor.

Para tanto, separamos imagens de algumas casas localizadas em serras, campos, montanhas e colinas. Não é obrigatório que o estilo arquitetônico ou da decoração desses lugares seja rústico ou campestre, como vocês vão perceber. O contraste do moderno com a simplicidade do campo deixa a casa muito mais charmosa e criativa, não se prendendo aos típicos estereótipos das casas de campo.

Na hora de decorar uma casa assim, é interessante, por exemplo, contrapor os materiais como madeira e vidro, criando diferentes tipos de revestimentos na casa. Dê prioridade para os espaços amplos e para as grandes janelas, afinal, você vai querer apreciar a vista do local e ter acesso à iluminação natural. Por isso, portas de vidro, especialmente em varandas, são interessantes.

O jardim é um espaço importante nas casas de campo, por isso vale dedicar um pouco de tempo no paisagismo do local. Você pode criar áreas externas com pérgolas ou gazebos; os caminhos de pedras com flores ao redor também ficam um encanto. Os bancos de madeiras e os móveis rústicos ficam bem dependendo do estilo de decoração pela qual você optou. Cores neutras e objetos artesanais casam bem com as casas de campo. Seja como for, não exagere: simplicidade é o que há de mais bonito e aconchegante.

Confira as fotos de diferentes casas de campo que separamos para vocês:

.

Bom gosto na decoração temática

Muitas pessoas acreditam que uma decoração temática de quarto é algo exclusivo para crianças ou adolescentes. Contudo, elas não poderiam estar mais enganadas, já que existem diversas formas de pensar quartos para adultos tendo como base um só tema.

Decorar um ambiente a partir de um tema é algo que requer inspiração e dedicação. Uma vez definido o assunto, é preciso investir nos detalhes e nos acessórios do quarto, bem como nas paredes e nas cortinas. Nem sempre é interessante alterar o mobiliário principal para fins decorativos, visto que você pode enjoar da decoração com o passar dos meses e não vai desejar trocar todos os móveis só para encontrar um novo tema.

Veja algumas soluções simples que fazem toda a diferença em um quarto temático, se trabalhadas em conjunto: almofadas, vasos, esculturas, papéis de parede, adesivos de parede, abajures e quadros. Cuidado para não criar uma salada de itens diferentes e desarmonizar o ambiente: procure limitar em até três cores os acessórios do tema escolhido.

A decoração temática tem como objetivo divertir o morador e criar um ambiente agradável, porém nada de exageros e descomedimento. Não se esqueça do conforto, afinal, do que adianta criar um local bonito porém desconfortável?

Caso você esteja decidido e deseje ousar mais na decoração temática, opte por estantes, camas, cadeiras ou mesas de cabeceira que combinem com o estilo do cômodo. Dentro os principais estilos que destacamos estão o rústico, o náutico, o moderno, o oriental, o vintage, o vitoriano e o clássico. Confira alguns exemplos dos estilos mencionados e veja como eles podem ser aplicados na decoração:

.

Cores na decoração: acerte no tom

As cores estão sempre presentes em nossas vidas, seja nas roupas que vestimos ou nas tonalidades de nossa casa. Elas são meios de expressão e muitas vezes traduzem sentimentos e o que desejamos passar aos outros.

Quando levamos esses conceitos para nossas casas, percebemos como as cores das paredes podem afetar o clima e a decoração de determinado cômodo. É importante aliar a cor de um ambiente com o tipo de decoração que você tem em mente, pois, caso contrário, a decoração pode destoar do cômodo. Claro que não existem regras escritas em pedra, que o que vale é se sentir bem em casa. Contudo, separamos algumas dicas e ideias para ornar a decoração com a cartela de cores usada em cada cômodo:

– O amarelo é uma cor quente, brilhante e alegre que combina com cozinhas e quartos amplos, lembrando riqueza.;
– O branco confere maior espaço ao local. Simples e convidativo, é um tom calmo que fica bem em halls e corredores;
– O verde é cool, cria ambientes relaxantes e agradáveis e é bastante associado à natureza;
– O vermelho é romântico e estimulante, porém atenção na hora de usar essa cor, já que o cômodo corre o risco de ficar exagerado;
– O preto é elegante e sofisticado, contudo, deve ser utilizado harmonicamente, já que pode criar ambientes pesados e sufocantes;
– O azul,cor fresca e aconchegante, é ótima para quartos infantis, especialmente em tons mais leves.

Lembre que as cores também afetam bastante a iluminação dos cômodos – o branco tende a expandir, enquanto que cores mais escuras tornam o ambiente “menor.” Além disso, dependendo das luzes utilizadas, tonalidades variadas de cada cor podem ser percebidas. Confira alguns exemplos de quartos, banheiros, cozinhas e salas com diferentes cores de paredes:

.

Sustentabilidade e muito estilo na decoração vintage

A decoração vintage ganha cada vez mais espaço nas casas brasileiras, por dois motivos principais: estilo retrô e a sustentabilidade. Muitos móveis antigos podem ser repaginados e reutilizados na decoração vintage, desde que sejam devidamente restaurados e não percam sua beleza original.

Os ambientes vintage são conhecidos pelo charme nostálgico, pela riqueza de detalhes e pelo próprio valor histórico. Para investir nesse estilo, dê preferência aos móveis clássicos, com formas arredondadas, em tons neutros ou mais apagados. Os móveis devem ser antigos, porém não podem apresentar uma aparência descuidada. Você pode recapar estofados e poltronas e acrescentar estampas que se adequem melhor ao conceito.

Pequenos objetos também podem fazer referência ao estilo, como miniaturas de gaiolas, bicicletas, relógios e rádios e telefones antigos. Objetos que possuam uma história familiar por trás são ainda melhores, já que são o verdadeiro estilo vintage! Retratos antigos dão o toque final a qualquer prateleira.

Entretanto, cuidado para não criar um cenário antiquado demais. É importante dosar os elementos para evitar o exagero ou cair no kitsch. Você também pode contrapor o ambiente com itens modernos, o que é uma atitude ousada e interessante na decoração, já que pode resultar em algo bastante criativo e original. Confira abaixo algumas imagens de inspiração, cozinhas, quartos, banheiros e lavabos em estilo vintage:

.

O charme da decoração oriental no banheiro

Possuir um banheiro com decoração oriental não significa que você precisará ter um ofuro no meio do cômodo. Exitem várias outras formas de tornar a decoração do banheiro inspirada na temática oriental utilizando alguns detalhes e dicas que podem ser aplicados também ao resto da casa.

As decorações orientais são caracterizadas pelo minimalismo, ou seja, não há muitos móveis ou peças que possam sobrecarregar o ambiente. Por isso, na hora de escolher as peças para decorar o banheiro ou lavabo, opte pelas mais sóbrias, que irão decorar sem chamar muita atenção. Cubas para banheiros são uma ótima dica, pois existem várias opções minimalistas (inclusive na Pontto Lavabo), exatamente como esse estilo determina.

No Brasil, é fácil encontrar áreas verdes e locais em que temos contato com a natureza, porém os orientais não têm essa facilidade. Por isso, eles buscam integrar elementos da natureza com a decoração, como os ikebanas (arranjos de flores), que não ficam de fora na hora de decorar o banheiro.

Se você está pensando em transformar a decoração do banheiro em algo oriental, aposte em poucos detalhes, como flores, cores neutras e até em objetos com símbolos e desenhos orientais (samurais, gueixas, dragões e inscrições em mandarim, japonês e chinês). Outra dica interessante é aproveitar a típica técnica dos origamis.  Você mesmo pode criar os objetos que darão aquele toque especial no seu banheiro, basta optar, no caso dos origamis, por papéis plastificados e reforçados.

Confira algumas imagens que separamos para você se inspirar:

.

Capas para sofás, poltronas e cadeiras

Às vezes nós enjoamos das estampas ou das cores dos sofás e poltronas que possuímos, por isso é interessante repaginar esses móveis para dar uma nova cara ao lar. As capas para sofás, poltronas ou cadeiras, além de protegerem o estofado, garantem maior versatilidade na decoração, já que você sempre pode renová-las de tempos em tempos com cores e estilos diferentes.

Com várias opções de acabamento (linho, sarja, lona e veludo) e modelagens que se adaptam perfeitamente aos móveis, as capas de sofás e poltronas, sejam elas sofisticadas ou mais despojadas, estão cada vez mais em alta na decoração. Optar por uma capa é, geralmente, mais barato e rápido do que a troca de tecido. A escolha vantajosa para quem quer poupar tempo e dinheiro na hora de mudar o cenário dos cômodos. Além disso, as capas são boas alternativas para camuflar estragos antigos e proteger os estofados de novas danificações.

Outro ponto positivo das capas é a facilidade para limpeza, pois muitas são feitas com tecidos sintéticos que facilitam a lavagem. Cuidado com o tecido escolhido pois, dependendo da qualidade, ele poderá encolher. Se você não quer se desfazer daquele sofá de família mais antigo, porém quer dar uma cara mais moderna a ele, as capas são perfeitas. Entretanto, observe bem as medidas do móvel escolhido. Confira algumas fotos de exemplo que separamos para vocês:

.

As diferenças de cada tipo de revestimento para forros

O forro possui um papel importante no acabamento de qualquer casa, já que é capaz de aquecer o ambiente e melhorar acústica do local. Existem diversos tipos de materiais para de forros, cada qual com  vantagens e desvantagens, as quais listaremos abaixo.

Porém, primeiramente, é importante saber que os forros são mais do que simples complementos da decoração. Eles são elementos que auxiliam nas instalações elétricas, luminotécnicas, térmicas e acústicas do local. O revestimento do ambiente deve ser planejado muito antes do estilo do ambiente.

Por exemplo, os forros de gesso e drywall são os mais utilizados nas residências, justamente pela rapidez e facilidade na instalação, além da praticidade para personalização e do melhor acabamento. Uma vez instaladas, as estruturas com os dois materiais podem ser facilmente furadas para a instalação de luminárias e as superfícies também podem receber qualquer pintura ou detalhes posteriores. A principal desvantagem desses materiais é o baixo nível de isolação térmica e acústica que proporciona.

Os forros de madeira também são fáceis de instalar, normalmente com ripas de encaixe que devem ser perfuradas a uma determinada distância. Vários tipos de madeira e acabamentos são encontrados no mercado e é possível realizar variações com vernizes e tintas. Entretanto, há forros de madeira projetados sob medida que são impossíveis de serem alterados.

Outra alternativa são os forros de PVC, que possuem diferentes larguras e são afixados de acordo com cada sistema. Por ser de plástico, é leve e de fácil limpeza, porém não é indicado para pinturas.

Uma das opções mais modernas e menos comuns são as nuvens acústicas, estruturas que misturam lã de vidro, fibra mineral e madeira. Esse forro tem formas diferentes e inusitadas, sendo possível ousar na decoração e deixá-lo participar mais do ambiente do que os outros tipos de forros. Muito boa para melhorar a acústica do ambiente, a desvantagem da nuvem acústica fica por conta do tamanho do ambiente, pois ele deve ser relativamente alto para suportar o forro sem dar impressão de sufocamento.

Confira abaixo algumas imagens dos tipos de forros que listamos:

.